MWM produzirá geradores de energia no Brasil

 

 

A MWM, fabricante de motores diesel, decidiu investir na produção de linha própria de geradores de energia. Para tanto, irá investir R$ 20 milhões em sua fábrica na Zona Sul de São Paulo e contratar cerca de 1 mil colaboradores em toda a cadeia (nas áreas de tecnologia, produção, fornecedores, rede de distribuição e serviços). A empresa estima que, num prazo de 10 anos, a nova linha alavanque um faturamento de R$ 2,7 bilhões.

 

“Toda a tecnologia e tradição da fabricação dos motores MWM agora também será utilizada na produção da linha de geradores de alta eficiência”, disse José Eduardo Luzzi, presidente e CEO da MWM Motores. Segundo o executivo, as empresas da cadeia produtiva já estão contratando profissionais para suprir essa nova oferta de equipamentos. “Como a marca MWM tem tradição de 65 anos e é muito respeitada no segmento de energia, já estamos recebendo uma série de pedidos desses equipamentos de diversos setores”.

 

A capacidade inicial de produção da nova linha, em regime de três turnos, será de 4.000 unidades por ano, ou seja, mais de 330 por mês. A MWM prevê a produção de 600 unidades em 2019. Para 2020, o planejamento conservador é fabricar 1.200 equipamentos para o mercado local e 200 para exportação, totalizando 120 unidades por mês.

 

A nova linha de geradores será destinada ao mercado local e também para exportação. Os principais mercados externos são os países da América Latina, com destaque para Colômbia, Chile, Equador e Paraguai, além dos mais de 45 países que a companhia já exporta seus produtos.

 

Mercado em expansão - O lançamento da linha de geradores da MWM se dá em um contexto em que a geração de energia registra aumento da demanda de consumo. A estimativa é de que sejam vendidos cerca de 10 mil geradores de energia por ano no Brasil.

 

De acordo com Luzzi, a empresa enxerga grandes oportunidades para a economia brasileira nos próximos anos. “O melhor desempenho da economia deve gerar uma alta da demanda de energia, que, somada à falta investimentos em infraestrutura no País nos últimos anos, deve impulsionar o aquecimento do mercado de geradores”.

 

O executivo ressalta que os geradores representam uma importante alternativa para o fornecimento de energia para uma série de setores da economia. “O investimento da MWM na nova linha de produção oferecerá uma solução para suprir o crescimento do País neste momento, além de gerar empregos, movimentar a economia e impactar positivamente toda a cadeia produtiva”, disse.

 

A rede de distribuição no Brasil é composta pelas empresas BRG (região Centro-Norte) e CURITEK (região Sul). Em São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e região Nordeste, os equipamentos serão distribuídos pela própria MWM, que conta com mais de 500 pontos de distribuição e serviços em todo o Brasil.

 

Tecnologia de ponta - “Os geradores MWM são projetados com motores compactos que oferecem excelência na entrega de energia elétrica, com baixo custo operacional”, explica o diretor da unidade de negócios de motores e geradores Cristian Malevic. “Também é importante ressaltar que os geradores MWM possuem aproximadamente 95% de conteúdo local, o que sem dúvida é um diferencial competitivo para a empresa”.

 

Os produtos estão disponíveis nas potências de 30 kVA a 770 kVA em 50 Hz e 40 kVA a 800 kVA em 60hz e são projetados para aplicações de emergência, horário de ponta ou fonte única de energia, disponíveis nas versões aberto e silenciados, manual ou automático, com ou sem paralelismo.

 

 

Fonte: Revista Usinagem Brasil

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Comunicado - Recesso de final de ano!

November 20, 2018

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo