ABB Brasil expande o Centro de Treinamento de Robótica

December 10, 2018

 

A ABB anunciou que irá investir R$ 1 milhão na expansão do seu Centro de Treinamento de Robótica, localizado no complexo industrial da companhia, em Guarulhos (SP). O espaço irá unir a robótica colaborativa de última geração às mais recentes inovações em tecnologia, e deverá se consolidar como um dos mais importantes centros de treinamento nesta área na América Latina.

 

De acordo com a empresa, o Centro fornecerá experiências de treinamento prático em soluções avançadas de automação robótica. Hoje, ele recebe, em média, 500 alunos por ano, incluindo estudantes de engenharia e profissionais da indústria de alimentos e bebidas, papel e celulose, metais e automotiva. O mercado automotivo é o maior consumidor de robôs no Brasil, absorvendo cerca de 70% das unidades. A ABB espera triplicar o número de profissionais treinados em seu Centro em 2019.

 

Os cursos ministrados misturam prática e teoria, desde introdução básica à robótica até as tecnologias digitais avançadas, como simulação virtual. O local também treinará pessoas para soluções de automação colaborativa, nas quais humanos e robôs trabalham juntos e até compartilham tarefas. Essa metodologia visa aumentar a flexibilidade de modo a ajudar as fábricas a incorporar mudanças de customização em massa de eventuais produtos.

 

Um dos focos da ABB na expansão do Centro de Treinamento é o de também atender as empresas que irão aderir ao conceito da Indústria 4.0. De acordo com o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços do Brasil, hoje menos de 5% das empresas do país já se enquadram dentro deste conceito.

 

A ABB é signatária da Aliança Brasil 4.0, um pacto entre empresas do setor industrial e de tecnologia que tem por finalidade ampliar a digitalização no país. O objetivo é que a digitalização entregue produtividade, custos menores e segurança.

 

A companhia também está de olho na dinâmica do atual mercado consumidor e na maneira como isso se reflete na exigência de maior agilidade em processos e na fabricação automatizada. Atualmente, há uma crescente demanda por volumes superiores de produto, ciclos de vida mais curtos, prazos de entrega menores e uma tendência crescente para a personalização dos artigos fabris.

 

Fonte: Revista Usinagem Brasil

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Comunicado - Recesso de final de ano!

November 20, 2018

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo